Celulite, que alimentos privilegiar?

Celulite, inimigo nº1 de toda a mulher (2)

Cerca de 80 a 90% das mulheres tem celulite, independentemente do peso que tenham. Além da existência de uma predisposição genética para as mulheres virem a ter celulite, factores como os maus hábitos alimentares, sedentarismo, tabaco, alterações hormonais, roupa demasiado apertada (que condiciona a circulação), desidratação e metabolismo lento, só vêm piorar o problema.

No entanto, apesar da eliminação total ser algo complicado de se alcançar, podemos muito bem reduzir o aparecimento da mesma. Mas como? Através de uma mudança de estilo de vida!!!

Mas não é só começando a praticar actividade física e esquecendo a alimentação, que resolvemos o problema. Ou na situação oposta, fazendo uma dieta muito restritiva (muitas vezes com cortes radicais nos hidratos de carbono) e não praticando actividade física, que a celulite vai simplesmente desaparecer. Antes pelo contrário, neste último caso, não só não resolve, como piora. Por isso, só mesmo aliando uma perda gradual de peso através de um plano alimentar equilibrado, à prática regular de actividade física é que iremos conseguir melhorar o aspecto da pele.

No que a alimentação diz respeito devemos dar preferência a alimentos que reduzam a inflamação, ricos em antioxidantes e que ajudem na produção de colagénio, evitando o consumo de alimentos muito salgados e açucarados, que apenas pioram o aspecto da celulite. Mesmo não havendo uma receita milagrosa e 100% eficaz, deixo alguns conselhos que irão com certeza ajudar:

  • coma legumes ou saladas a todas as refeições, não se limitando à alface. Escolha por exemplo, espargos, rabanetes, pepino, beringela, brócolos, beterraba, couve-galega, pimentos (vermelho, verde, amarelo, cor-de-laranja), rúcula e espinafres;
  • consuma com mais frequência frutos silvestres (amoras, framboesas, mirtilos), laranja, kiwi, morangos, abacaxi/ananás, melancia, melão, meloa, tangerinas e clementinas;
  • beba 1L de água diariamente e de forma espaçada ao longo do dia;
  • beba mais vezes chá verde (caso não tenha tensão alta);
  • utilize com mais frequência gengibre fresco. Pode colocar um pouco na sopa, ralado nas saladas/peixe ou fazer chá com um pau de canela e uma casca de limão.
  • consuma mais peixe, do que carne, mesmo os peixes considerados gordos, como o salmão ou a sardinha;
  • dentro das carnes, dê preferência às carnes brancas, como frango, perú ou coelho;
  • utilize com mais frequência as leguminosas, como o feijão, grão e lentilhas, em substituição da carne ou peixe;
  • não tenha medo de comer frutos secos como nozes, amêndoas, avelãs e sementes (girassol, abóbora, sésamo, entre outras);
  • reduza a quantidade de sal que utiliza para cozinhar, dando preferência a ervas aromáticas e especiarias;
  • reduza o consumo de comidas com muita gordura;
  • reduza o consumo de alimentos muito processados e ricos em açúcar;
  • evite consumir com frequência sumos, refrigerantes e álcool.

Adoptar estas recomendações, juntamente com a prática regular de actividade física, já irá fazer a diferença mas se precisa de ajuda consulte uma nutricionista e faça um plano alimentar adequado e adaptado a si.

NutripontoCome

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s